segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

leite complementar

Fica a dica: sim é normal o recém-nascido perder peso na 1ª semana. Porém, é preciso ter atenção!

Mesmo mamando em 2 em 2 hrs, numa média de 40 minutos, em 2 dias pós parto a Serena perdeu 300gramas (percentual de peso que deveria perder entre 7 e 10 dias).

Seguindo orientação médicas, quando ela estava com 6 dias e ainda com perda de peso, começamos o leite complementar junto da mamada-tradicional.

Por se tratar de uma recém-nascida, ela poderia achar a mamadeira mais fácil do que o peito e só querer mamadeira. Então, seguimos a orientação médica de usar copo ou colher em vez da mamadeira.



Além de ajudar a estimular a produção de leite, ao usar as bombas de tirar o leite eu consegui fazer aleitamento complementar: um pouco do meu leite e um pouco do leite em pó. Foram 15 dias e 2 latas e meia para o peso ficar saudável. Desde então a Serena voltou a mamar só no peito.

Nosso kit: 2 tipos de bomba, copos para beber e de dosagem e leite em pó específico. 
Como nesse meio tempo machuquei o seio, usei bico de silicone. 
Assunto para o próximo post...
Outros assuntos vieram e esse não foi o próximo post, mas foi escrito aqui
http://acaradamae.blogspot.com.br/2012/05/bico-de-silicone-para-amamentar.html




terça-feira, 15 de novembro de 2011

Parto e a Hora H


Perto das 11hrs de contrações, o parto em si foi 'rápido': 10 minutos no máximo. Já tive prisão de ventre piores... rs 

O desfio é conseguir fazer força durante a contração. Na segunda tentativa conseguimos. A Serena saiu e veio pra cima de mim, de olhos bem abertos, em silêncio e observando tudo e a todos. Dei boas vindas verbalmente. Porém, emocionalmente eu só conseguia sentir a dor passou!!!

Levaram a Serena e eu continuei na sala operatória. Como assim?! Não gostei nada de descobrir que ainda teria que ficar para levar os pontos no períneo por volta de uns 20 minutos com pernas pra cima depois de 11hrs de contrações virei uma bomba de cansaço + estresse + impaciência + fome. Pra completar a minha equipe conversando sobre o pé frio que os levaram a fazer parto de madrugada. (aí que saudade do médico preferido...). 

Depois dos pontos e da fralda(?!) voltei para o quarto... Estava furiosa de fome porque não deixaram eu comer, porque caso houvesse uma urgência para fazer uma cesária eu teria que estar de estômago vazio. Entre uma mordida e outra, caiu a ficha quando a minha amiga Mariana falou ''A Serena é linda''. Aí fui lembrando a parte positiva de toda aquelas 11hrs de dor. Ainda aguardamos mais uns 20 minutos a chegada da Serena no quarto de banho tomado e roupinha rosa. 

Eis que finalmente, sem dor e sem fome, começo a sentir e curtir a chegada da Serena fora da minha barriga. Começávamos outra jornada a amamentação...

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Parto e Equipe

Assim que cheguei fiquei fui fazer o exame de toque e depois o eletro do bebê. Alívio em saber que estava tudo bem.

Tinham 2 médicos de plantão e eles não me perguntaram qual eu preferiria e eu não raciocinei de pedir oficialmente o que eu preferia. Acabou que quem conduziu o parto foi o médico quem eu menos simpatizei. Acredito que devia ter esclarecido minha preferência quando estava mais lúcida no início das contrações. A dor não me deixava pensar direito. rs

Enfim, com o ok dos exames fui para o quarto no aguardo da dilatação chegar a 10 para o parto acontecer. Ainda estava com 2 quando cheguei...

Em pouco tempo um time pessoas uniformizadas ficam num entra e saí do quarto. Algumas tinham a educação de bater antes de entrar e eram super-fofas. Já outras só faltavam chutar a porta e exibiam má vontade e indisponibilidade. Aí comecei a selecionar a interação com essa 'equipe', principalmente quando a 'tia da limpeza' dizia que eu sofrer muito e que deveriam ter colocado não sei o que no meu soro... Trauma dela! Ainda bem que em seguida o médico preferido chegou e esclareceu as coisas.

Paralelo aos profissionais em companhia, além da Serena minha filha, tinha o Vicente= marido-pai e Mariana= uma amiga de 17 anos. No quarto que ficamos antes do parto eles dois puderam me fazer companhia. Porém, apesar de ser lei na hora do parto ter um acompanhante na sala de operação: o hospital não incetivou, o pai não revindicou e eu esqueci de raciocinar meu direito. A dor não me deixava pensar direito². rs


Parto e Contrações

O programado era ser normal, mas queria anestesia para ajudar nas dores. Só que o hospital que eu fui, o parto normal quer dizer natural = sem anestesia. O que só descobri na hora. As contrações foram suportáveis no início e com muita dor no final. Sei que nenhum remédio elimina 100% as dores das contrações, mas acredito que algum conforto a mais deve ter.

Acredito que o que prolongou o tempo das contrações foi o fato de eu deitar quando cheguei no quarto. Percebi que a preocupação dos médicos era que eu não exagerasse na agitação. Já que até mesmo a força de fazer cocô poderia fazê-la sair no vaso mesmo.

Só quando eles viram que fiquei muito tempo sem progredir na dilatação foi que me incentivaram o banho quente e quicar na bola. Mas a dor não me deixou pensar, quando a contração passava só queria apagar. Ao mesmo tempo sabia que me movimentar ajudaria acelerar a dilatação. Então, consegui pelo menos tomar algumas duchas quentes.

2 dicas sobre a ducha quente nesse momento:
* levar um banco ou cadeira do quarto mesmo para tomar a ducha sentada, sentir contração forte e ainda ter que ficar em pé não é confortável...
* caso de dia frio ou o sereno da madrugada levar toalhas (plural) e/ou roupão para não se enxugar em toalhas molhadas
* o soro saí do tripé! rs Se alguém carregar para a grávida só o saquinho do soro facilita o deslocamento para o banho...

foto que usei no documentário que dirigi rs
TPM Tradição, Preconceito e Machismo
http://youtu.be/NMBLlCeo6Xo



domingo, 13 de novembro de 2011

Parto e adereços


Como falei no post anterior identificar meu trabalho de parto evitou eu sair com pressa de casa. Como marinheira de primeira viagem senti falta de fazer uma lista de check list além da mala arrumada. Por exemplo: esqueci o cartão da câmera fotográfica, os últimos exames e as ultras, papel higiênico, sabonete, toalha pessoal... A sorte é que a maternidade era perto de casa e o marido conseguiu dar uma fugida em casa para pegar os esquecidos. rs

Coisas que lembramos levar: laptop com internet e músicas para relaxar (na medida do possível), livrinho espiritual, perfume natural inseticida, desodorante, oração da nossa senhora do bom parto, camisolas, remédios (trato hipotiroidismo independente da gravidez). 

No 2ºdia adaptamos um lanche extra no frigobar: leite em pó, pão de forma e requeijão/polenguinho.

A mala da Serena foi compacta. Roupas: pagão (roupinha de recém-nascido), coeiro (um tipo de manta para fazer o pacotinho) e fraldas de pano. Para trocar fraldas: levamos 2 tamanho de fralda ( recém nascido e pequena),  creme para assaduras e trocador (da madrugada quem trocava a fralda era eu e o pai dentro do quarto). Para colocar no bercinho do quarto levamos o rolinho e mosqueteiro (que originalmente compramos para o carrinho). Levamos o brinquinho a toa porque agora a maioria recomenda só furar a orelha após no mínimo 6 meses, tem farmácia que só fura com 1 ano.

primeiras horas da  Serena.... Gamei na hora! rs

sábado, 12 de novembro de 2011

Parto Anunciando

Boa tarde blog! A Serena fez 2 meses essa semana e cada vez mais adaptadas achei um tempo para fazer um resumo a partir do dia do parto... Hoje é o primeiro post!

***************************************************

Como percebi o trabalho de parto pelas contrações 

As primeiras contrações não doeram, só percebia porque o médico me explicou quando a barriga fica dura é uma contração. A famosa cena da bolsa estourar só aconteceu uns 40 minutos antes do parto depois de 11hrs de trabalho de parto. 

Vídeo sobre o assunto no programa mãe e cia no gnt:

As últimas semanas da gestação é comum ter contrações, na 34ª e 35ª semana sentia de 2 a 4 contrações por dia. O parto foi na 37ª semana: o início da semana tive umas 10 contrações por dia, no meio da semana começou tive contrações de uma em uma hora e quando ía começar a 38ª semana o trabalho de parto se confirmou quando tive 2 contrações num tempo menor que 10 minutos. O relógio de pulso foi um objeto que me ajudou a não perder as contas.

Enfim, o bom de perceber as contrações nas primeiras horas do trabalho de parto foi consegui sair de casa sem pressa. Tive 'tempo' até para imprimir essa foto para ficar na porta do quarto da maternidade. rs


próximo post do meu resumo: ''a chegada na maternidade...''





quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Pq o pediatra me chama de mãe?

Tenho essa lembrança desde que eu era criança e ía ao pediatra e via o mundo de gente sem entendê-lo muito bem: por que aquele médico-médica chamava a minha mãe de mãe se ele não meu irmão-irmã?!

A geração mudou e o hábito continua, só que eu eu faço parte desse mundo de gente grande e ainda assim acho estranho aqueles adultos vestido de branco me chamando de 'mãe'. E algo me diz que o hábito se estende a escola também.



E por que o pai também não tem o mesmo tratamento? Pelo menos o meu marido nunca foi chamado de pai numa consulta.

Pode até parecer loucura da minha parte, mas acho que só os filhos deviriam chamar seus progenitores pelos nomes mágicos de pai e mãe. Já é tanta coisa torta p/ explicar, pra que mais essa: '-olha minha filha essa pessoa me chama de mãe mas eu não sou mãe dele...'

Juro que na próxima consulta vou perguntar o por que disso... rs

bjs

terça-feira, 1 de novembro de 2011

''Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. ''

'' A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. 
Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. 

Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.


Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. 

Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. 
Aí você curte tudo, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. 

E termina tudo com um ótimo orgasmo! 
Não seria perfeito? ''
Charles Chaplin

domingo, 23 de outubro de 2011

Campanha 6meses de licença maternidade

fonte do texto em http://www.partodoprincipio.com.br/conteudo.php?src=licenca6meses&ext=html


Benefícios da Amamentação Exclusiva por 6 meses
A Parto do Princípio está mobilizando uma campanha nacional para aumentar a licença maternidade de 120 para 180 dias. Convidamos homens e mulheres, trabalhadores e trabalhadoras, a cobrar seus deputados federais para que estes aprovem o Projeto de Emenda Constitucional nº 515/2010, que tem como objetivo alterar, na Constituição Federal, a duração da licença maternidade.

Somos favoráveis que a licença maternidade seja de seis meses (180 dias) porque esse período é, de fato fundamental para que toda família adapte-se à chegada do bebê. Além disso, nesses primeiros seis meses de vida, como inúmeros estudos já comprovaram, a alimentação do bebê deve ser exclusivamente o leite materno – o que deixa evidente a dependência do bebê em relação à sua mãe durante esse período.

A legislação brasileira garante licença maternidade de quatro meses para todas as mães trabalhadoras, mesmo que seus bebem sejam adotivos. Esse período, de fato, é fundamental para a família, mas não é suficiente para garantir o desenvolvimento emocional, físico e imunológico do bebê, bem como para o estabelecimento da amamentação exclusiva, o bem-estar materno e paterno e um retorno saudável e eficiente para o trabalho.


O aleitamento materno tem papel crucial nesse começo de vida. Sua função não se restringe à alimentação do bebê, mas se estende ao estabelecimento do vínculo com a mãe e à formação do sistema imunológico do bebê. Quando a mãe amamenta, produz inúmeros benefícios, como proteger a criança de doenças (infecções, doenças atópicas e diabetes mellitus), garante seu desenvolvimento físico e motor (desenvolvimento da musculatura oral interna e externa, desenvolvimento ortodôntico, reflexos de sucção e de deglutição, desenvolvimento respiratório, dentre outros), seu desenvolvimento emocional (formação de vínculo, autonomia), promove melhor desenvolvimento neurológico (desenvolvimento cognitivo) e ainda a mãe se beneficia com o retorno de seu organismo que se modificou durante a gravidez (peso, tamanho uterino, alterações hormonais), protege-se temporariamente de uma nova gravidez, protege-se de possíveis doenças futuras (câncer de mama e de ovário, fraturas no quadril e osteoporose) e ainda, a amamanetação facilita o estabelecimento do vínculo com seu bebê, que promove maior segurança na sua nova função de maternar.

Bebês alimentados artificialmente têm maior risco de contrair: Infecções gastrointestinais, infecções respiratórias, enterocolite necrosante, infecções de ouvido, alergias (eczema, asma e dificuldade respiratória), diabetes.

Hoje, sabe-se que todos esses benefícios são ainda maiores quando a amamentação exclusiva estende-se até o sexto-mês de vida da criança. E é por esse motivo que está tramitando um Projeto de Emenda Constitucional (PEC 515/2010) que pretende tornar obrigatória a licença maternidade de 6 meses para todas as trabalhadoras.

Lembre-se: a amamentação exclusiva pelos 6 primeiros meses evita a morte do bebê! Crianças menores de 6 meses que não mamam no peito têm 84% mais chances de quadros de diarréia em comparação com aquelas que são alimentadas exclusivamente com leite materno.

Além disso, o que é nítido em termos de políticas públicas, é que o aleitamento materno exclusivo, ao proteger mãe e bebê física e emocionalmente, diminui os custos do governo com remédios, tratamentos, leitos hospitalares e remuneração de profissionais de saúde para tratar doenças que acometem mais freqüentemente os bebês que não foram amamentados e as mães que não puderam amamentar. Diminui também os gastos do governo com fórmulas artificiais, sobretudo as fórmulas artificiais específicas (anti-alergênicas e probióticas), uma vez que o leite materno é o alimento ideal para o bebê.

O aumento da duração da licença maternidade de 4 para 6 meses contribui também para o meio ambiente, devido à redução da fabricação e uso de materiais danosos ao meio ambiente, como produção de materiais plásticos (mamadeira que advém de recursos do petróleo), assim como o uso de combustível e água usados na preparação de fórmulas artificiais.

A amamentação pode é considerada uma das estratégias de maior e melhor custo-benefício. Com o aleitamento materno todo mundo sai ganhando: famílias, governo e patrões economizam. Criança que mama no peito fica doente menos vezes e, como conseqüência os pais gastam menos, sentem-se mais seguros, faltam menos ao trabalho e solicitam menos vezes os serviços de saúde.

A amamentação precisa ser protegida e apoiada! Nossos filhos têm direito à saúde e o Estado tem o dever de dar condições para que isso possa ocorrer.

E essa deve ser uma luta de todos nós! Cuidar de nossos filhos é investir no futuro!


Reaproveitar o berço



como dizem q td passa rápido, já vou pensando em soluções ecologicamente correta para o que ñ tiver + utilidade
rs

http://www.craftynest.com/2009/07/craft-and-tool-station/



sábado, 22 de outubro de 2011

segurança do bebê no sono

No "Mãe & Cia", a especialista em cuidados com o recém-nascido Mariana Zanotto explica como atitudes simples podem reduzir os índices da Morte Súbita Infantil em até 70%. Entre as orientações está o uso de colchão firme, berço sem decorações laterais e nada de travesseiros. Confira: 
http://gnt.globo.com/maes-e-filhos/dicas/Saiba-como-evitar-a-Sindrome-da-Morte-Subita-Infantil.shtml


Serena dormindo...


E pensar que o kit-berço foi um dos itens mais custoso do enxoval... enfim...


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Bebês de até 2 anos não devem assistir TV, dizem pediatras


A Associação Americana de Pediatria divulgou ontem um relatório em que sugere que crianças de até dois anos fiquem longe da televisão. De acordo com a associação, a TV distrai as crianças e substitui brincadeiras importantes para a compreensão das relações sociais, que acontece nessa fase.

O desenvolvimento da coordenação motora e da fala também estaria prejudicado pelo uso intensivo de TV, além dos DVDs portáteis no carro, smartphones e tablets. Isso porque quanto menos um adulto conversa com a criança, pior é o desenvolvimento da sua fala.

"Quando a TV está ligada, os pais conversam menos", diz Ari Brown, da Associação Americana de Pediatria...

...Os prejuízos causados pela telinha aos menores de dois anos acontecem mesmo com os programas educativos. De acordo com a entidade norte-americana, esses programas não são compreendidos pelos pequenos...


...O Brasil não tem recomendações explícitas como as americanas. Mas de acordo com o neurologista Saul Cypel, membro da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), por aqui também se prega que crianças pequenas devem ficar longe da TV...

"Às vezes os pais estão cansados e buscam desenhos para distraí-las. Mas, nessa idade, as crianças querem brincar com coisas simples como tubinhos e caixinhas."...

link do texto na íntegra: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/992566-bebes-de-ate-2-anos-nao-devem-assistir-tv-dizem-pediatras.shtml

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Cinema + neném até 18 meses

CineMaterna são sessões de cinema para mães (pais e acompanhantes) com seus bebês de até 18 meses, seguidas de bate-papo em local próximo. As sessões acontecem em algumas salas de cinema parceiras do CineMaterna em diversas cidades do Brasil. A programação semanal é disponibilizada no site
www.cinematerna.org.br.
Os filmes são para entretenimento dos adultos!
Se você quer ir a uma sessão de cinema com seu bebê ou simplesmente quer fazer um programa bacana com um monte de mães recentes, venha nos conhecer!




quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Dicas para Amamentação


12 atitudes que fazem a diferença na amamentação

... A amamentação é fundamental para a saúde e o desenvolvimento do bebê, mas também escuta histórias de mulheres que sofreram horrores amamentando. Algumas se adaptam à nova rotina, outras não...
Nem a mãe nem o bebê sabem exatamente o que fazer, em que posição ficar... Muitas mulheres pensam em parar por motivos emocionais, cansaço ou desânimo com a demora do bebê para se adaptar ao peito. Raramente o motivo é fisiológico...










Amamentar tem de ser um ato tranquilo e gostoso. Crie suas próprias regras para dar certo 
1. Prepare-se
Cursos para gestantes podem ajudá-la a ter noções sobre o que é amamentar, como funciona a produção e ejeção do leite, como o bebê deve pegar corretamente no bico
do seio. Correr atrás de informações é a melhor forma de se preparar para os desafios que podem surgir. Artifícios para tornar os mamilos mais resistentes, como passar a toalha de banho e tomar sol nos seios só devem ser feitos quando indicados pelo obstetra, pois cada mulher responde de uma forma aos procedimentos.

2. Exija o apoio da família 
É imprescindível que você se sinta acolhida e apoiada por seus parentes e amigos.
Isso significa ter pessoas solícitas que não façam cobranças ou comparações e entendam que nesse momento você deve ficar disponível aos horários e exigências
do bebê. O que muitas vezes significa atrasar os passeios, deixá-la dormir ou fazer sala para visitas fora de hora.

3. Seja flexível 
Você não está sozinha. Cerca de 70% das mulheres têm dificuldade na amamentação. É bom saber que não é um processo 100% fisiológico, envolve também as emoções. E depende inclusive do bebê. Às vezes, ele não consegue sugar porque é muito sonolento ou não tem tônus muscular. Se a adaptação demorar e estiver muito difícil, converse com o seu pediatra sobre a possibilidade de você ordenhar seu leite e oferecer em um copinho. Isso não vai desacostumá-lo ao peito, pois nessa situação ele não estará sugando, apenas lambendo. É uma maneira de alimentá-lo e dar tempo para que a adaptação ocorra. Você vai se sentir mais segura de ver seu filho comendo e esse sentimento pode ajudar no processo de amamentação.

4. Faça suas regras
Existem alguns procedimentos que você precisa seguir para alimentar seu filho com mais tranqüilidade, mas não dá para fazer tudo que ouviu ou leu sobre o assunto. Algumas coisas, como a melhor posição, horário ou local, você só descobrirá na prática e em alguns casos só funcionarão com você e seu bebê. O importante é que os dois se sintam confortáveis.
5. Divirta-se 
Você terá de ficar sempre disponível para os chamados do seu filho, mas procure também se distrair. Quando ele dormir, vá para a cama junto ou use esse tempo para correr até a manicure ou ler um pouco. Assim que o pediatra liberar o bebê para sair de casa, aproveite para passear e leve-o junto, nem que seja até a casa dos avós
ou da sua melhor amiga. Isso vai ajudá-la a desestressar.
6. Escolha um local tranqüilo e confortável para amamentar 
Nos primeiros 15 dias, procure ficar sozinha com seu pequeno, para não distraí-lo. Barulho e muita gente por perto podem agitar mãe e filho. Estudos já comprovaram que o alto índice de adrenalina, resultado de grande movimentação, pode inibir
a produção de leite. Além disso, sozinha você terá mais liberdade para tomar decisões, livre de palpites. E sempre que possível prefira amamentar seu filho em locais iluminados, para que ele fique alerta e focado no que está fazendo. Se ele não
se adaptar à posição tradicional, tente a invertida, mantendo-o na mesma posição, mas mudando de seio.
7. Cuide do bico dos seios 
Embora a produção de hormônios torne os bicos mais resistentes, sempre há riscos de fissuras. Não existe método milagroso para curar isso. Para ajudar, evite lavar os mamilos imediatamente antes ou depois das mamadas. Como o leite tem efeito bactericida e hidratante, passe um pouco nos bicos após o aleitamento. Procure trocar o sutiã quando estiver molhado e só lave a região com água, sem passar nenhum produto. Se racharem, NÃO use bicos de silicone nos mamilos. Procure um consultor de amamentação ou um grupo de apoio, como As Amigas do Peito.
8. Aprenda a pega correta Para evitar dores e rachaduras no bico dos seios, o bebê deve fazer a pega corretamente. Se ele abocanhar somente o bico, tire-o do peito e o recoloque, até que pegue também boa parte da auréola. A boquinha deve estar bem aberta, com o lábio inferior voltado para fora e o queixo encostado na sua pele. O próximo passo é monitorar a efetividade da sucção. Covinhas e barulhos não são bons sinais. Quando a criança pega o peito corretamente, o leite sai em quantidade suficiente, ela engole tranqüilamente e a mãe não sente dor.
9. Não escute tanto os palpites 
Prepare-se para ouvir dicas de todo mundo. As frases mais comuns são: "Seu leite é fraco", "Ele está com fome", "Acho melhor você começar com os complementos", "Passe logo para a mamadeira, é muito mais fácil". Diante desse bombardeio, a dica é não dar ouvidos. Acredite: segundo os especialistas, palpites errados são uns dos principais fatores responsáveis pelo desmame precoce.
10. Aproveite o seu companheiro 
Ele pode ajudar mais do que você imagina. Um estudo americano chegou à conclusão de que o apoio do companheiro pode ser até mais útil para a mulher do que a ajuda profissional. Pediatras americanos constataram também que mulheres cujos maridos tiveram uma aula de 40 minutos sobre como lidar com os problemas mais comuns da amamentação tiveram 67% mais chances de amamentar seus bebês por mais tempo.

11. Crie uma rotina mínima
Procure manter certa disciplina no intervalo entre as mamadas, lembrando de descansar, tomar banho e comer. Organizar as refeições é necessário ou você só vai sentar para almoçar exatamente no horário em que o bebê quiser mamar. E, com fome, ninguém consegue amamentar direito.

12. Delegue
Quanto mais responsabilidades você delegar à empregada e aos parentes, mais tempo terá para se dedicar ao seu filho. Se tiver de pensar no cardápio da semana, fazer compras, cuidar do sofá manchado ou se as roupas do bebê secaram, não terá tempo nem paciência para lidar com o processo de amamentação. Peça ajuda e deixe os outros fazerem algumas coisas por você e poupe-se um pouco para o que só compete a uma mãe, que é amamentar.
O leite materno...
Colabora para a formação do sistema imunológico e previne alergias, obesidade, intolerância ao glúten e diminui as chances de a criança futuramente fazer xixi na cama.
Melhora o desenvolvimento intelectual.
O momento da amamentação aumenta o vínculo entre mãe e filho e colabora para que a criança se relacione melhor com outras pessoas.
É mais fácil de ser digerido.
A sucção facilita a volta do útero ao tamanho original e ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê.
As pesquisas mais recentes
Crianças que mamam no peito têm três vezes mais chances de sobreviver em países em desenvolvimento, segundo a Unicef.
Mulheres que recebem orientação de especialistas em amamentação tendem a se sentir mais confiantes no papel de mãe e a fortalecer os vínculos com o bebê, segundo estudo sueco.
Pesquisa finlandesa com bebês nascidos em 1970 mostra que os que foram amamentados se tornaram menos estressados.
Estudos brasileiros confirmam que a presença do pai ajuda a aumentar o período de amamentação.
Pesquisadores ingleses indicam que a amamentação é benéfica para a pressão arterial dos bebês.
Segundo a revista americana Pediatrics, bebês amamentados até pelo menos 3 meses, mesmo com uso de complemento, são menos propensos a fazer xixi na cama no futuro.
Consultoria:
Gelsomina Colarusso, pediatra;
Marcus Renato de Carvalho, pediatra, mestre em Saúde Pública, professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e diretor do site www.aleitamento.com;
Ângela Amâncio de Ávila, psicóloga, com especialização em psicoprofilaxia obstétrica, psicologia social e aleitamento materno;
 Márcia Regina da Silva, enfermeira obstetra, coordenadora do Grupo de Apoio à Amamentação (GAAM), do Hospital São Luiz;
ONG Amigas do Peito.



FONTE:
http://www.aleitamento.com/a_artigos.asp?id=x&id_artigo=1366&id_subcategoria=4

Soluço da Serena

video

terça-feira, 13 de setembro de 2011

5º dia

2ª noite em casa e 5º dia de vida da Serena foi tranquilo, graças a deus!

Ela acordou à 1hr depois só às 6hrs. boa de berço... rs
Essa noite vou colocar despertador, pq apesar de ter sido ótimo ter dormido bem o ideal é que mame no máximo a cada 3 hrs...

Hj duas tarefas:
1ª Vacina BCG no próprio hospital onde ela nasceu.
2ª Dar entrada no inss para o salário maternidade. Liguei para 135 e agendei uma entrevista para hoje.
3ª Fazer uma bolsa 'assertiva' das coisas da Serena.. rs


Boa terça feira para tds!
Bjs

domingo, 11 de setembro de 2011

4º dia de vida = 1ª Noite em casa

Mamou a noite. Fui dormir +ou- no mesmo horário que ela.
Na madrugada, +ou- 3 hrs depois,acordou .(será um reloginho?)

1ª providência: mamar! Manteve a média de 30 minutos.

Seguimos para trocar a fralda, ainda tô aprendendo. Era só de xixi. Sujei a roupa. Trocamos o 'figurino'.

Outra prática ainda tô aprendendo é o cueiro = SOS papai: ainda bem que o pai sabe fazê-lo mt bem!

Depois foi só ninar no departamento cadeira giratória + almofada de amamentação.
Para completar balançar no berço vertical aqui no quarto dos pais.

E 'pronto' Serena já se encaminha para o próximo sonho com seus anjos-da-guarda...

Fico feliz em acompanhar o despertar de cada dia da Serena.

Bem vinda ao seu  4º dia de vida e o 1º dia em casa!
;)

Missão dada é missão comprida!

Acredito que a força da natureza só dá essa lição a quem confia.

E como 'missão dada missão cumprida', perfeição foi uma palavra que resolvi riscar do meu vocabulário qdo decidi ser mãe da Serena...

Escolho dar sempre o melhor de mim, mesmo quando isso não signifique necessariamente acertar td de 1ª... rs.


Parabéns para tds que, cada um no seu cada qual, aceita essa encantadora missão de ser mães, filhos e pais!

Alta do Hospital!

Serena aprovou: 1º Teste drive foi o berço vertical no quarto dos pais, 2º Teste drive 1ª mamada na cadeira de amamentação, 3º Teste drive dormir no seu próprio quarto no berço tradicional. Parece que ela conhece cada cantinho.

Meditando vibrações positivas de que com boa vontade, mente aberta e aprendizado o melhor acontece para toda família!!!

Avós delivery garantiram um almoço 'esperto' com legumes, peixe e suco!
;)

Enquanto isso a cara da mãe é andar pela casa com uma cinta rosa choque 'herdada urgencilamente' da vovó.

No mais, aguardo da bisavó que será hospede-SOS do momento.



Bjs

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

domingo, 4 de setembro de 2011

Nosso Chá de Fralda foi esse final de semana

Gratidão por todos os presentes:
emocionais,  espirituais e materiais.

Lindo o carinho que os amigos-família recebem nossa Serena!


Daqui uns dias ela vêm pessoalmente agradecer! rs
Esses dias querem dizer de 10 à 30 dias a mais... rs²

BJsssss

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Link Oferta Curso Gestante


50% OFF Curso de gestante (2 horas de duração) + Aula de Shantala para gestante (1 hora de duração) R$95 


http://www.ofertanossa.com.br/team.php?id=WRMTc1Ng%3D%3D

Não sei se vou fazer, mas fica a dica.

sábado, 27 de agosto de 2011

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

"Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo.
Pássaros engaiolados são pássaros sob controle.
Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser.
Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros.
Porque a essência dos pássaros é o voo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados.
O que elas amam são pássaros em voo.
Existem para dar aos pássaros coragem para voar.
Ensinar o voo, isso elas não podem fazer, porque o voo já nasce dentro dos pássaros.
O voo não pode ser ensinado. 

Só pode ser encorajado."


Versão na íntegra: http://www.rubemalves.com.br/gaiolaseasas.htm




A cara da mãe sendo aprendiz em tentar ensinar a sabedoria vital da vida!



quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A Minha Cara na contagem regressiva...

Dieta de ômega 3 e vitamina C e hidratação mantida,

daqui uma semana paro de trabalhar,

pendência do chá de fralda mas o enxoval está pronto,

me planejando para começar a fazer a tal da mala da maternidade,

meditando,

curtindo o meio tempo dos últimos dias da gestação e a preparação para o parto,

acho que vou entrar num yoga para ajudar a preparar meu corpo e a respiração,

seios grandes e cheio de leite (imagino) e exames em dia e ok em td,

crescendo junto com a Serena essa história de ser um metamorfose ambulante,

fotos da barriga que se movimenta com autonomia própria,

quero tentar parto normal ainda em processo informativo sobre o parto,

quando a Serena mexe a cabeça parece que ela quer sair
mas aviso que ainda não está na hr e ela parece me entender,

acho que a Serena será parecida com pai (apesar do nome do blog_rs),

acho que ela deve estar com uns 2kg e pouco,

sei que não serei perfeita mas vou dar o meu melhor e tentar aprender com outros pais (nos erros e acertos),

quero amamentar os 6 meses e não pretendo dar mamadeira nem chupeta,

tento ser serena com a Serena,

despertando também para meu nascimento como mamãe,

feliz muito feliz essa é a minha cara....
:D

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Quem são as xarás de minha filha...?


Serena Williams tenista, Serena do 'Gossip Girl', Serena da novela global 'Alma Gêmea', a prima da 'Feiticeira' chamava-se Serena, assim como a personagem da Gisele Bundchen em 'O Diabo veste Prada' e o par romântico de Hércules... rs

 
     
Todas charmosas, 
mas quem já rouba cena em minha vida 
está no meu ventre 
e em algumas semanas estará nascendo! 
rs

sábado, 13 de agosto de 2011

Forma Correta para Levantar da Cama ao Acordar

Boa noite blog.
A imagem acima mostra a forma correta para levantar da cama sem forçar a coluna.
De um modo geral já é algo sugerido para o bem-estar da postura ao acordar.
O que na minha experiência como grávida
realmente essa é a forma ideal para levantar da cama.
Assim  mantenho o equilíbrio sem forçar a coluna.
Simples e prático, recomendo a todos (grávidos ou não).

Link de onde tirei a imagem: 

O blog está de página nova: 
pronta para visitas!!!
Bjs Serenados! rs

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Que os Anjos digam amém!

Axé pra quem é de axé
Saravá pra quem é de saravá
Aleluia pra quem é de aleluia
Amém pra quem é de amém
Shalom
Namastê geral

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Parto aqui, ali ou lá? Ainda não sei!

Boa noite blog, hoje eu Serena  e Vicente entramos na 32ª semana, faltam 6...
Pertíssimo comparado há 7 meses atrás (rs)!
Refletindo melhor sobre o parto. Penso em conhecer pessoalmente o http://www.casadeparto.com.br/ .
É da prefeitura daqui do rio, então 0800.

Amanhã também vou ao hospital da aeronáutica que tenho direito pelo união estável com Vicente. http://www.hca.aer.mil.br/

Já pelo meu plano particular, seria no http://www.csst.com.br/p2.html e suas burocracias básicas...

3 opções com as suas diferenças... se entrar em trabalho de parto devo estar em algum dos 3... rs

Saúde mútuas!
bjs

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Leite Materno ajuda na Conjuntivite do Bebê e outras curiosidades (...)

boa madrugada blog

acordei com dor de garganta, já tem uns 15 dias que durante o dia não sinto nada na garganta... aí chega no meio da madrugada vem uma dor que me acorda... tomei mel, agora é aguardar... vou tentar ir a um otorrino...

Enfim, acabei vindo para internet e pesquisei sobre amamentação:
http://brasil.babycenter.com/baby/saude/conjuntivite-leite-materno/
http://www.aleitamento.com/a_artigos.asp?id=x&id_artigo=554&id_subcategoria=4
http://cantinhodaenfermeiraregina.blogspot.com/2010/06/o-leite-materno-e-completo.html

Tomara que não se faça necessário, mas é um coringa a mais de como o leite materno pode ser usado como colírio e também enquanto é amamentado a criança não pode pegar nem dengue nem cólera;

A dor está passando, vou voltar a dormir... amanhã vou trabalhar... bjs

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Começando a dar leite, será?

Bom dia blog!

Amanhã eu, Serena e Vicente entramos na 30ª Semana.
E ontem percebi os meus seios diferentes, mais úmidos. Não saiu leite, mas ficou diferente...
Agora eu entendo melhor o que é ser uma metamorfose ambulante... Imagina depois do parto então... rs

Bjssss

domingo, 10 de julho de 2011

Programa Mãe e Cia

Boa tarde blog!
Gostei da dica de como brincar com a música ajuda no raciocínio das crianças.
Já sobre o parto, ainda penso em normal. Mas será no hospital mesmo...
Para conhecer mais sobre o programa:

Saúde, paz, luz, amor mútuos!
bjs de nós duas

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Preparando o Ninho I -> Kit do Bebê

Boa noite blog! Viram a página nova? http://acaradamae.blogspot.com/p/quarto-do-bebe-serena.html
Aos poucos, eu e o pai, estamos descobrindo como preparar o ninho da Serena.

Na verdade vejo isso como um mimo-material. Acredito que a verdadeira preparação nunca estará 100% completa porque é um crescimento espiritual e emocional mútuos entre quem 'cria' e quem é 'criado'. Afinal perfeições não existem, mas se dedicar para dar o melhor é uma realização também mútua! Porque dá para mudar de namorado, emprego, cidade... mas mudar de pai e mãe só em outra encarnação! rs
#acho que são os famosos hormônios partilhando... 

Depois de pensar e pesquisar o visual do Kit do Bebê Serena começou a ser produzido hoje:
Eu não sei se existe padrão para isso, mas o meu está assim:
1 cesta, 6 potes, 1 porta fralda, 1 caixa porta lenço, 1 abajur, 1 cabideiro de parede, 2 ninchos quadrados.
+ Penso em comprar uma garrafa térmica para deixar água morna para usar na troca de fralda.

Comprei em MDF, pintei de branco, 'criei' no computador estampas de retalhos de imagens ( com a ajuda de Scrapbook achados no google imagens), colei a impressão no mdf e passei verniz por cima. Percebi que imprimir em papel de gramatura mais grossa impede que o papel enrugue após colado no mdf.


Esses kits vendem pronto, mas custam até 5x o valor do material em mdf sem pintar.
Clique aqui, caso queria conferir o que a vitrine google imagem tem a dizer sobre isso... (rs)

Compramos o material para o Kit na http://mariazinhapalhas.com.br (loja no RJ -saara), mas deve ter em todo Brasil um loja de artesanato com material mdf.

Bom sono para todos! bjs de nós duas

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Móbile para Atividade Artesanal

Dica quarto do bebê: espelho e corrente de ar

Boa tarde blog, td bem? Eu e Serena estamos bem e com saúde graças a Deus!

Li essa matéria e gostei de 2 dicas que ainda não conhecia:
* uma sobre a corrente de ar, entre a porta e janela, com a escolha de onde colocar o berço;
* a outra dica sobre colocar algum espelho no quarto para o bebê perceber seus movimentos quando começar a desenvolve-los


Enquanto isso na combinação
 google imagens + começar a decorar o quarto da Serena +
  tema floresta/jardim =
achei essa árvore com espelhos...

Bjs

quarta-feira, 15 de junho de 2011

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Mamaço Carioca Domingo dia 12/06 Parque Laje 10hrs

Domingo passado, 05/06/2011, Dia da Ecologia, mulheres de todo o Brasil se uniram contra o preconceito de amamentar em locais públicos. Os Mamaços aconteceram em Belo Horizonte, Florianópolis, Belém, Recife, reunindo mulheres e famílias que chamaram a atenção de toda a sociedade para a amamentação. Além de combater o preconceito, o Mamaço traz como foco a importância da amamentação.


Mamaço em Florianópolis. Foto do G1
Mamaço em Florianópolis. Foto do G1

Mamaço em BH. Foto do G1
Mamaço em BH. Foto do G1

Aqui no Rio de Janeiro o Mamaço vai ser dia 12/06/2011, a partir das 10h, no Parque Lage. Segue a programação prevista para o evento, maiores detalhes no blog Mamaço Carioca.
 Programação
10:00 hs – Abertura
10:10 hs as 10:30 hs – Laura Uplinger Psicóloga Perinatal
10:40 as 11:00 hs – Heloisa Lessa Parteira e Enfermeira Obstrétrica – Tema: A Ocitocina, o Hormônio do amor e sua importância para a amamentação e vínculo entre a mãe e o bebê.
11:10 hs as 11:30 hs Roda de Massagem para bebê “o toque como uma das fontes de nutrição”, com a Doula Alex Goudinho
11:40 as 12:00 hs – Roda de Mães Camila Miranda Psicóloga e Érica Cavour Fonoaudióloga.
12:00 as 12:40 Lanche Coletivo e apresentação da Performance de Contato com Diana Cordeiro Performer
12:40 hs as 13:55 hs Rodinha de música para bebês com o grupoBrincando Papel
13:00 hs as 13:20 hs – Amigas do Peito
13:30 hs – Mamaço nas Escadarias do Parque Lage com Contação de Histórias com Maribel Barreto
14:00 hs – Encerramento com coral Canto Orgânico



Eu vou, nos vemos lá?
Rola uma ficha de inscrição no:
https://spreadsheets.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGM4QzBTR3NjYWpaQ3NDU09NeDJjMWc6MQ

BJss